8 de novembro de 2014

Lugares pra conhecer: Andalusia.


Andalucía por sí, para España y la humanidad
Texto: Ed Schramm.
Fotos: Kate Holstein via Cereal Mag

Andalusia é a mais populosa e segunda maior em area das comunidades autônomas da Espanha. O território é dividido em oito províncias: Almería, Cádiz, Córdoba, Granada, Huelva, Jaén, Málaga e Sevilla – que também é a capital.




De Cadiz, Andalusia, na bancada do topo de uma colina, observando uma linha de água conectando o Atlântico ao Mediterrânio. Aqui, os edifícios de pedra branca e céus delicados se fundem em um só enquanto os pássaros voam baixo em direção aos vales que abraçam esse lugar, dotados de fazendas e diversas plantações de frutas.


O nome "Andalusia" é derivado de uma palavra árabe Al-Andalus (الأندلس) e o termo deriva de uma palavra mais antiga: Vandalusia ou terra dos Vândalos (uma tribo germânica oriental). Além de influências muçulmanas e romanas, a história e cultura da região tem sido influenciadas pelos povos iberianos, cartagineses, gregos, vândalos, bizantinos e vários outros.

Com aproximadamente 30 milhões de visitantes por ano. Os principais destinos turísticos de Andalusia são Costa del Sol e Sierra Nevada. Andalusia é um dos lugares mais ensolarados e quentes na Europa, se tornando um centro de turismo 'sol e areia'. Quanto ao turismo cultural, Andalusia possui monumentos notáveis datando à era Muçulmana: o Great Mosque of Córdoba, Alhambra em Granada, Giralda e Alcazar em Seville. Existem centenas de destinos culturais: catedrais, castelos, fortes, monastérios e cidades com centros históricos. As áreas centrais de Úbeda e Baeza na província de Jaén são consideradas Patrimônios Mundiais da Humanidade pela UNESCO.

2 de outubro de 2014

Por favor, não sorria.


Please don't smile
Texto: Malte Wandel, Fotos: Malte Wandel
com tradução de Ed Schramm

Uma beleza estupendamente rústica e contraste surgem de cada fotografia tirada pelo fotógrafo alemão Malte Walden durante sua jornada pela África Ocidental.




Malte Wandel é um fotógrafo holandês que morou por nove meses em Gana no ano de 2011. Durante sua jornada pelo continente africano, ele produziu uma impactante série de retratos das pessoas que conheceu. Algumas ele fotografou espontaneamente, enquanto outras ele visitou em suas casas ou ambientes familiares. No projeto “PLEASE DON’T SMILE”, Wandel captura com sucesso os momentos do presente das cidades do oeste africano, de onde ele dá ênfase à protagonistas e conta suas histórias.

Nas fotografias de corpo inteiro, Malte Wandel foca na firmeza do olhar direto pra câmera e permite, com uma distância respeitosa, um espaço para expressões individuais – entre humildade, orgulho e confiança. Gana é a maior fonte de esperança da África Ocidental.


 

julho agridoce

todos os direitos reservados | 2011-2014 ©

layout | desenvolvimento por:
Ed Schramm